.posts recentes

. Dia internacional do beij...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Os ratinhos

. O que estamos a procurar?

. Porque és mulher

. ...

. O que traduz o amor

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Esses olhos

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Sábado, 23 de Agosto de 2014

Era uma vez uma mão...que sabia a cor do amor....

Era uma vez uma mão...vivaça, rebelde e inconformada com a vida....

Desde muito cedo aprendeu a tocar nos objectos nos objectos de modo diferente...uma ligação entre a mão e o olhar...O olhar comandava a mão...e ela seguia-o intrépidamente...

Mas um dia, a mão quis seguir um caminho diferente...e partiu à descoberta de novos mundos...

Percorreu vidas e momentos..Quis mais!...

Percorreu sentimentos e emoções...

Numa dessas caminhadas, aprendeu a desenhar linhas,a sentir emoção no toque e tocou, tocou...Suavemente,delicadamente e sensualmente...aprendeu a percorrer as linhas...com doçura,carinho e flexibilidade suave....

Foi assim que encontrou o caminho do amor..num coração partido...

Aprendeu a tocar emoções...soube pintar sentimentos...e aprendeu a amar...

Aprendeu o significado das cores....

Com um simples toque carregava emoção...Com um simples toque tornava a vida mais sentida...respirava felicidade em cada movimento...

Tocou o amor nas teclas do piano da vida e pintou na tela da vida...a cor do amor...Acariciava, dedilhava calor em cada movimento....

Com um simples toque aprendeu a despertar ilusões..deslizou pelo outro corpo .....e alimentou o rio da sensação....

A mão direita, irrequieta e curiosa, tornou-se mágica...Aprendeu a criar magia em cada toque...porque sabia a cor do amor...

Por fim, encontrou outra mão que também sabia a cor do amor.......envolveram-se na fogueira da sensação.....Aprenderam a criar pontes entre corações...Aprenderam a saber deliciar-se com ....ser a companhia ...

Ficaram de mãos dadas até ao entardecer....

 

 

publicado por antonioramalho às 20:11
link do post | favorito
6 comentários:
De Nita a 24 de Agosto de 2014 às 15:04
Lindo!!!
Encontrar o amor verdadeiro é uma dádiva
Ficar de mãos dadas até ao entardecer...e depois...é maravilhoso
Um beijinho
De C a 25 de Agosto de 2014 às 03:34
Ás vezes espera-se uma vida sem encontrar...
outras encontra-se sem esperar...
O Amor não se escolhe...acontece...é uma dádiva divina...
De Anónimo a 26 de Agosto de 2014 às 19:15
As suas palavras são as de alguém que ama verdadeiramente. Na vida nem todos têm essa felicidade...encontrar o verdadeiro amor...Bem haja.
Bem haja também o autor do blog pela reflexão que nos permite.
De Anónimo a 25 de Agosto de 2014 às 19:21
E ficaram os dois de mãos dadas até ao entardecer...e deixaram o amor acontecer...
Lindo, simples e delicioso.
É assim que o amor deve ser vivido.
De Anónimo a 26 de Agosto de 2014 às 06:52
Encontraram o entardecer. . .
De Nita a 28 de Agosto de 2014 às 17:50
"Diante do amor,ela arrepiou o coração, não tenho asas para tanto paraíso"
Mia couto

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links