.posts recentes

. Ser uno

. ...

. O olhar que bate à tua po...

. ...

. És tu

. ...

. À janela de ti

. ...

. ...

. A palavra que habita na d...

. ...

. O retrato que sorri.  Ser...

. Posso perguntar-te uma co...

. À janela do teu corpo

. O amor na invenção dos so...

. O perfume das flores que ...

. Encontrar um lugar no teu...

. A transparência do meu de...

. As flores que nada dizem

. Quando lá chegarmos

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Sábado, 1 de Outubro de 2016

Cartas de amor (7) para um lugar em ti

A vontade de amar-te, agitada no gosto que suaviza o prazer, na esperança que sabe melhor o que trouxe na oportunidade que voltasse e que acontece, é um sentimento que liga de alguém, na certeza de bem dizer o que existe.

O que pode parecer, para vir no que se trasnforma e que sabemos, faz que nunca conheçamos as ideias, para tentar ajudar, que seria em alguém no coração, que já conhecemos no que construimos.

O amor na razão que descobrimos, em nós mesmos, que parece o que escutamos no tempo, simplesmente, de uma promessa, no prazer de estar juntos.

O afeto que sabe muito bem, na expetativa que sentimos, no futuro que prepara o sentimento, que não podemos esquecer.

O compromisso que constroi, inevitavelmente, na definição do amor, como uma beleza frágil a contruir, como foi, o que era, na harmonia que se passa e acredita no que está a ficar na fusão que desfruta do caminho.

Não pode esperar....

A unidade na surpresa que vem ter connosco, mais além do que parece e descobrimos, na distância que surja na possibilidade que termina no que se perde, por ter sido o contexto que atua na promessa de profundidade. Decidir seguir o que se lembra do caminho do amor verdadeiro...

Podemos continuar.....

publicado por antonioramalho às 13:54
link do post | favorito
1 comentário:
De Anjo a 1 de Outubro de 2016 às 14:46
Há que aprender com os erros...
Dar valor ao que não temos...
Amar o que não troca Amor...
Viver na ilusão que é amado...
Dar de nós a quem não merece...
Esperar pelo perdido...
Ter ilusão que alguém muda...
Perder tempo a viver o desconhecido...

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.Visitantes desde Junho de 2010