.posts recentes

. Dia internacional do beij...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Os ratinhos

. O que estamos a procurar?

. Porque és mulher

. ...

. O que traduz o amor

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Esses olhos

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Terça-feira, 3 de Agosto de 2010

Ver com os olhos do passado.....

............é não viver verdadeira e intensamente o presente......ou melhor, mancha o momento do aqui e agora.........

Ver com os olhos do passado...é um obstáculos ás relações interpessoais.....é um obstáculo ao amor.....

Acontecimentos traumáticos , sobretudo vividos na infância, abrem feridas emocionais importantes que virão a provocar cicatrizes emocionais....

Estas cicatrizes emocionais...são uma causa de visão enevoada do presente....

Estão sempre lá!...Transportamo-las na nossa mente...entorpece-nos a alma e dificulta a capacidade de podermos viver intensamente e integralmente o momento presente....que é afinal o único tempo válido da realidade....

Ver com os olhos do passado...é semelhante a ver a realidade por uma janela embaciada....A percepção da realidade está distorcida..Não nos deixa ver bem....ou mesmo, impede-nos de ver!....A distância da realidade depende do grau de embaciamento da janela....

Ver com os olhos do passado....e perder a capacidade de vivermos o que verdadeiramente interessa....

O passado já passou....e nunca deverá ser um obstáculo para vivermos o momento!...nem á capacidade de estabelecermos uma relação a dois ou outra interpessoal saudável....

Sempre que se estabelece uma relação a dois...estas feridas abertas não deverão estar lá....temos que saber vê-las e neutralizá-las......Porque senão, mais cedo ou mais tarde, irão criar atrito e podem ser a causa de ruptura....

Ver com os olhos do passado...é perder a alegria de viver...no muito que se perde...em cada dia que já passou....em cada momento que consumimos inutilmente.....num desperdício de vidas e felicidade.....

 

publicado por antonioramalho às 22:10
link do post | favorito
6 comentários:
De desabafar a 4 de Agosto de 2010 às 07:21
Olá!

Sim é verdade, perder tempo a olhar para o passado.. é perder tempo no presente.

Mais uma vez...

Parabéns!!!
De antonioramalho a 4 de Agosto de 2010 às 08:05
Permita-me responder, mas ......não é olhar o passado!.....é não termos consciência de que o passado, se tem uma ferida aberta, é uma mancha , que nos impede de viver o presente...........
De Ninguém a 4 de Agosto de 2010 às 13:56
De facto, quando as feridas do passado ficam “abertas” é um obstáculo às relações interpessoais, sobretudo numa relação a dois. Quando não se tem a capacidade de ultrapassar essas “feridas” dificilmente se consegue estabelecer um novo relacionamento que não seja constantemente atingido por essas “marcas”.

Se quando magoados pelo passado, não conseguimos superar essas mágoas, jamais conseguiremos estabelecer uma relação saudável porque aqueles “fantasmas” estão sempre lá…e são um entrave ao desenvolvimento harmonioso e saudável de uma relação. Não deixam viver o momento presente …

Penso que, quando magoados pelo passado, quando não conseguimos esquecer ou ultrapassar essas feridas, nunca conseguiremos estabelecer um relacionamento, sobretudo no que respeita a uma relação a dois. Esse relacionamento pode até acontecer, mas como diz no seu texto, se as feridas continuam abertas, se não as neutralizamos os atritos irão acontecer, com toda a certeza, e poderão ser, sim, a causa da ruptura. Quantos relacionamentos não terminam por questões mal resolvidas com o passado? Quantas relacionamentos não acabam simplesmente porque as pessoas não tiveram a capacidade de ultrapassar os “obstáculos” do passado? E porque tantas vezes as pessoas não conseguem abrir o seu coração e falar sobre essas feridas e tentar resolvê-las, talvez a dois? Conheço tantos casos que terminaram assim…causando um grande “desperdício de vidas e felicidade…”

O passado já passou, não podemos deixar que ele nos domine a mente… com ele devemos aprender e não criar obstáculos à nossa vida… seguirmos em frente. Ficar “preso” ao passado é “perder a alegria de viver”, claramente! O facto de termos passado maus momentos não implica que não possamos viver outros e muito melhores momentos e vivermos um amor intensamente…e para isso é necessário aproveitar ao máximo o presente! É no presente que devemos concentrar toda a nossa atenção e energia… E não perdermo-nos no tempo … na Vida…

Vamos curar essas feridas!! Vamos esquecer o passado e viver em plenitude o momento Presente, pois não queremos desperdiçar a nossa vida e a nossa felicidade, nem a dos outros, certo??

Afinal o que mais queremos na vida é a tão “cobiçada” Felicidade…
De desabafar a 4 de Agosto de 2010 às 19:13
Certo... muito certo mesmo.

Ajuda-me tanto lerem o que escrevem.

Sinto-me perdida...

Sinto-me realmente agarrada a um passado, que me magoou demais...

Obrigada, por escreverem assim.
De anónimo a 5 de Agosto de 2010 às 17:45
Textos fantásticos...Sim realmente á feridas do passado díficeis de sarar...Acho que essas feridas so se conseguem sarar quando obtemos o perdao da amiga ou do companheiro perdido...Eu sinto isso...Precisava de sentir o perdao de uma das minhas melhores amigas para seguir de vez...Apesar de ja ter seguido o meu caminho...Quase tds os dias me recordo dela é quase como se ela tivesse morrido ms felizmente nao foi o q aconteceu.Cumpts e textos fantásticos:)
Bem haja:)
De Maria a 5 de Agosto de 2010 às 21:19
Lindo aquilo que que escreve.
Concordo plenamente consigo. Só esquecendo o passado é que poderemos seguir em frente. Nunca ,mas nunca devemos que o passado seja um obstáculo para seguir com a nossa vida para a frente e que nos feche as portas para o amor e felicidade.
Se queremos que uma relação a dois evolua temos que acreditar no amor, fechar as portas do passado e abrir o nosso coração para que as coisas aconteçam naturalmente. Muitas vezes temos mesmo a nossa frente a felicidade , mas por medo ou por preconceitos estamos cegos ou não queremos ver o que de facto nos faz feliz.
Eu acho que o passado por mais doloroso que tenha sido nos faz crescer e evoluir como pessoas. Começamos a valorizar realmente as pessoas que nos fazem sentir bem,que nos dão tranquilidade , estabilidade emocional e paz interior.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links