.posts recentes

. Dia internacional do beij...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Os ratinhos

. O que estamos a procurar?

. Porque és mulher

. ...

. O que traduz o amor

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Esses olhos

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Domingo, 13 de Novembro de 2005

Nunca estamos completos.......

Viver para nos completarmos...Básicamente, nascemos incompletos, com um potencial de crescimento imenso . E, nesse caminho, encontramos a possibilidade de crescer e evoluir como seres humanos .
Mas, permaneceremos sempre incompletos à espera de alguém, ou de alguma coisa que nos complete .
Vivemos como um puzzle . Há, eternamente, uma peça que nos falta, apara que a obra esteja terminada .
E, a nossa caminhada, é uma procura constante e permanente . Onde estará a "peça" que nos falta ? A tal "peça" que nos preencheria o vazio, um vazio que nos atemoriza e que não nos deixa viver plenamente o momento-segundo presente .
Há sempre uma procura...de alguém, a tal "pessoa certa", alguém que tenha a capacidade de sentir por nós e prever inclusivé, as nossas necessidades, alguém que nos deixe em estado de extase com a sua presença . E continuamos a vida inteira a procurar essa pessoa, mesmo que essa pessoa não exista . Queremos, isso sim , alguém como nós, que seja à nossa imagem e semelhança .
E também porque procuramos sempre algo, algo mais .... Algo mais para ter em casa, algo mais para ter...e isto que é bonito, e aquilo que fica tão bem; algo mais para conseguir , para alcançar na profissão, algo mais como meta e como objectivos . E os hobbies , e as actividades diárias, sempre algo mais para ter ou para alcançar ..
Raramente nos contentamos com o temos! vivemos muito tempo de vida a pensar no que poderíamos ter...como se o que não temos fosse bom e o que temos não lhe soubessemos dar o devido valor !
Não será tempo de valorizarmos as coisas boas, e afinal temos tantas na nossa vida se avaliarmos bem, e não vivermos uma vida a pensar no que poderíamos ser ou ter...e que nunca teremos!
Porque valorizamos tanto o que não temos e desvalorizamos o que temos ?
publicado por antonioramalho às 19:25
link do post | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 25 de Novembro de 2005 às 23:45
Ao ler fez-me pensar e perceber, algo que eu nao encontrava comparação!> realmente!..logo quando começamos a ser nós a tentar formar o "puzzle" á procura das peças é para nós o motivo de viver ,trabalhar, e sem dúvida o motor que não nos deixa já mais parar!...A procura do que gostamos (gostariamos ) de fazer,a outra metade que procuramos para nos completar,(pessoa certa) ,como organizar a vida a dois, o que se quer ter em comum:casa,filhos etc....nos bens materiais queremos sempre mais do que aquilo que alcançamose quando se chega ao objectivo queremos algo diferente do que se adquiriu ,já nao é isto mas aquilo!algo mais porque é melhor e mais actual e as peças estão sempre em falta ou fora de sítio!...
È por valorizarmos tanto o que não temos e desvalorizar o que temos, que passamos a vida a correr atrás do futuro deixamos de viver o presente...gisa
(http://anpera21.blogs .pt)
(mailto:adalgisa@portugalmail.pt)
De amanda hz a 8 de Junho de 2008 às 14:29
esta é a resposta q eu estava procurando
agora vou tentar coloca-la em pratica

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links