.posts recentes

. Dia internacional do beij...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Os ratinhos

. O que estamos a procurar?

. Porque és mulher

. ...

. O que traduz o amor

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Esses olhos

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

O grãozinho de areia..que não sabia sorrir....

Era uma vez um grãozinho de areia..que não sabia sorrir....

Vivia no Areal. A sua vida era brincar com o vento e baloiçava-se nos raios de Sol.

Era apenas um grãozinho de areia, igual a tantos outros....

Uma vida monotona..

Mas...no dia a dia, percebeu que, em cada cto que fazia, a sua direcção mudava....

Um dia escolhia ir até ao óasis, junto ás arvores...e ía. Outro dia, optava por ir á praia e baloiçar nas ondas do mar....

Aprendeu que as escolhas determinavam o seu próprio caminho, a maneira como caminhava e vivia....e o seu destino.

Um dia, porém, decidiu fazer uma escolha ...com risco! Decidiu voar nas asas do ventoaté ao interior de um Castelo.

Junto ás muralhas encontrou pedras. Imensas pedras e enormes. Obstáculos. Mas apenas e só obstáculos....

Mas soube esperar..pacientemente.....

Não desisitiu!

A força de vontade instigava-o! A persistência mantinha-o com uma energia imensa. E a determinação impulsionava-o a encontrar alternativas...

Tentou encontrar soluções....

Um dia sentiu o frio do desãnimo...mas rápidamente acordou...e continuou a acreditar que era possivel...

Um outro dia, sentiu uma luz intensa  a afastar a escuridão....

Apaixonou-se pela Lua! E uma luz fulgurante surgiu. Uma alegria apareceu. E as portas da muralhas abriram-se ao amor....

O amor deixou-o entrar no interior. As muralhas cederam...

Ao entrar no castelo..sentiu-se a voar ...e a crescer.....

O grãozinho de areia cresceu no amor e pelo amor...e um belo dia sorriu.....

O grãozinho de areia aprendeu a sorrir....crescendo na luz do amor....

E a Lua...apaixonou-se pelo grãozinho de areia..e pelo seu sorriso cativante....Viveram o amor! E nasceu o Luar...............

Ainda hoje...sempre que se vive e sente o amor....surge o luar...a lembrar que, para quem acredita e aprende a amar, tudo é possivel..............

sinto-me: feliz nesta caminhada
publicado por antonioramalho às 20:23
link do post | favorito
3 comentários:
De Luz a 28 de Agosto de 2008 às 21:06
Lindo, Lindo, Lindo, Lindo......
Simplesmente LINDO...

Um beijinho grande
De Maria a 28 de Agosto de 2008 às 22:18
Olá,Poeta!
Lindo,como sempre!!!
Beijinhos.
De NMM a 29 de Agosto de 2008 às 00:29
a mais pura e simples prova que a força do verdadeiro amor vence qualquer obstaculo por maior e mais tenebrooso que ele seja

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links