.posts recentes

. Dia internacional do beij...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Os ratinhos

. O que estamos a procurar?

. Porque és mulher

. ...

. O que traduz o amor

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Esses olhos

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Domingo, 3 de Agosto de 2008

O rio do Coração............

Intrépido, forte, rebelde e aventureiro, o jovem Vento entrou no Deserto da Vida. Saltou as Dunas, rodopiou na areia e brincou.........

Mas....o Sol da Sociedade abrasador, a pouco e pouco, o sufocou.... Tornou-o rude, aspero e agreste. nQuanto mais penetrava na imensidão do Deserto da Vida, mais cortante se tornava...E o calor o abrasou............

Um dia, o jovem Vento encontrou um Oásis no Deserto da Vida. Era a Família. O oásis, como é natural, o encantava...Mas....o Deserto da Vida, envolvente, provocava-o e desafiava-o!....Queria mais da vida....Queria saber quem era......Queria saber o que fazia aqui.....Queria algo mais....

E, assim, voltou a enfrentar o Deserto da vida..Voltou a encontrar Oásis também, o Oásis da amizade, o Oásis sa beleza da Natureza, o Oásis dos momentos felizes....

Mas...O Deserto  da Vida, incitava-o sempre a partir...A procurar algo mais....

E o Sol da Sociedade...que o abrasava mais e mais.....

Um dia, á noite, a Lua da Ilusão...cantou para ele :

- Procura a nascente da transformação! Procura a nascente da transformação!...E o Deserto da Vida não existirá mais....

O jovem Vento voltou a sibilar, a correr, a saltar Dunas e Dunas até que supôs ver a nascente da transformação...

A nascente da transformação estava ali á sua frente...e não a via....Estava perto dela...mas não a conseguia ver...

Então um letreiro surgiu na miragem. Dizia:

- Só podes ver a nascente da transformação ...por 3 motivos: Ou sofrimento, ou amor, ou ambos!

Então, resolveu ir descansar num Oásis, que estava no Horizonte do Deserto...e adormeceu...

A noite ficou amena...Sem vento algum.......

Ao acordar, ouviu um barulho de água a correr..Correu para o local de onde vinha o barulho e encontrou....a mais linda Água de Amor!

Apaixonaram-se. Correram. Saltaram. Encantaram-se. Viveram o amor.....

Então, como que por encanto, á sua frente surgiu a nascente da transformação..... Afinasl era ela que alimentava a àgua do Amor....

O jovem Vento e a Água do amor, juntos, partilharam o amor....

Dessa união nasceu ...o rio do coração....Um rio que nasce no coração, e que cresce a cada dia que passa....Estende os seus braços e leito pelo Deserto da Vida. Ajuda e dá amor... E tudo transforma em Jardim verdejante e alegre..... A vida voltou a ouvir-se. O SOl abrasador e a areia das Dunas...desapareceram, a pouco e pouco....

A vida tornou-se...a imagem da felicidade....desde que nasceu o rio do coração! A vida transformou-se....Pela atitude, pela força de vontade, pela entrega e dádiva aos outros, e sobretudo pelo amor....

Só o rio do coração consegue eliminar o Deserto da vida....

sinto-me: feliz nesta caminhada
publicado por antonioramalho às 15:45
link do post | favorito
4 comentários:
De Luz a 3 de Agosto de 2008 às 17:43
O vento encontrou a água do amor e juntos seguiram em frente…porque dois corações se uniram no mesmo caminho, num mesmo destino, numa mesma vida…
E nasceu o rio do coração, que cresce e ganha força todos os dias …e que torna a vida num paraíso…
Que o rio continue a crescer sempre, estendendo os seus braços e o seu leito sem barreiras e que afaste, eternamente, o deserto da vida!

Linda história de amor
Um beijinho muito especial
De velhinha a 3 de Agosto de 2008 às 19:30
Estímulo à criatividade ; Como é bom estar de férias ...inspiração preenche o super ego de um qualquer mortal........a continuação dessa infindável inspiração...com um carinhoso beijinho!
De Maria a 3 de Agosto de 2008 às 23:15
Olá, poeta do Amor!
Que linda história de amor...
Que o rio do coração seja eterno...Que para além de lindo é infinito...
Beijinho grande...
De viadaluz a 8 de Agosto de 2008 às 10:33
O nosso crescimento interior e o encontro com a nossa essência é feito através da caminhada pelo Deserto.

Muito obrigada pelo "O Rio do Coração".

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links