.posts recentes

. Dia internacional do beij...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Os ratinhos

. O que estamos a procurar?

. Porque és mulher

. ...

. O que traduz o amor

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Esses olhos

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2007

Viver para lá do muro..........

Viver para lá do  muro.....é conseguirmos ouvir o silêncio!....Nas arvores a balançar, nas aves a voar e nas nuvens a dançar...............

Ouvir o silêncio...é entrarmos dentro de nós próprios! É querer algo mais para a vida, perceber que somos o que pensamos..........

Ouvir o silêncio.......é escutarmos o coração!..........Sentir o bem.......

Ouvir o silêncio.....é libertarmos o medo........e começarmos a viver!.......

Viver para lá do muro de segurança............é correr o risco, fugir ao comodismo e ao conformismo!......

Viver para lá do muro...é não estabelermos limites....ultrapassarmos os limites...e acreditarmos que é possivel ser feliz............acreditar que conseguimos....acreditar que valeu a pena......

Porque para lá do muro.......ouvimos o coração, sentimos pelo coração.......e encontramos o interior de nós próprios!.......

Encontrar o núcleo de nós próprios, descobrir o amor dentro de nós próprios e libertar a luz....Essa luz imensqa que irradia do coração e se espalha ao nosso redor.......dando-nos vida!

Uma luz que aumenta de intensidade quando ajudamos e damos....Um amor que se transforma em cor....Uma cor que de transforma em vida...para nós e para os outros, para nós e para o Mundo...

Porque só ultrapassando o amor ao Eu, aprenderemos a voar..........

Voar...como a vida; voar como a alegria das crianças.............

Se não ultrapassarmos o muro da segurança...não cresceremos, não evoluiremos...O medo impede-nos de crescer, impede-nos de amar.....sentir a vida pelo coração, crescer pelo coração, de amar a vida..............

O que perderemos se ...não ultrapassarmos o muro da segurança? Tudo, .....perderemos a vida!

A vida escapar-se-á entre os dedos...como um sopro de vento!

Aproveite pois o melhor de você....Aceite-se! E acredite....que para lá do muro de segurança...está uma vida para viver, a verdadeira vida!

Porque o amor não tem muros de segurança! O amor é liberdade!

Viver dentro do muro...é noite escura! ...É sonhar com algo que nunca teremos...é não querer a vida!

Viver como e com arte...é arriscar! É quebrar os limites que nos são impostos..........

A vida é tão curta, tão curta!!!!

Por favor, façam o favor de ser felizes,....deixem-se invadir pelo amor e acendam a luz intensa dentro de vocês...Irradiem essa luz permanentemente.....quebrem os muros que há para quebrar...libertem-se dos medos, das aversões , do veneno do próprio EU....e vivam!...façam o favor de viver com o coração! Amem verdadeiramente...porque só assim a vida terá sentido....

 

sinto-me: feliz nesta caminhada
publicado por antonioramalho às 14:40
link do post | favorito
3 comentários:
De Luz a 24 de Dezembro de 2007 às 16:05
Viver para lá do muro…

É ultrapassar barreiras e correr riscos…
É aprender …com a vida …
É aprender a conhecer-nos a nós próprios…
É acreditar…É ter fé…esperança…
É não desistir …nunca…
É viver…
É querer ser Feliz
É amar…
É querer da Vida…
É querer a VIDA…

Um beijinho muito grande.
De Maria a 24 de Dezembro de 2007 às 18:40
VIVER PARA LÁ DO MURO...

É SENTIR A LIBERDADE...
É SENTIR O AMOR...
É SER FELIZ...

BEIJINHOS
De ID a 30 de Dezembro de 2007 às 00:18
Somos compelidos a "viver" dentro do muro. Fomos nós que o erigimos e, por isso, habituámo-nos a morar dentro dele. Sair, fugir é arriscar e nós não estamos preparados.
Mais uma vez o papel do medo! Medo de perder, medo de arriscar, medo das sanções sociais,...
Preterimos a satisfação, a alegria, a tranquilidade, o equilíbrio até, em prol da segurança. É assim no trabalho que tantas vezes mais nos desgosta que nos dá prazer, é assim nos relacionamentos onde a felicidade ou o direito a ela, é algo desconhecido...
O que leva afinal as pessoas a preferirem a pseudo-segurança à liberdade, à escolha... à felicidade?

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links