.posts recentes

. Por ver as lágrimas

. O que não conseguimos ver

. O fogo que tem

. Sobre a distância do cora...

. À sombra de um olhar

. Com um beijo de amor

. Esse olhar…

. O teu coração a amar

. A lua encantada

. O amor sem aviso

. Um poema incompleto.... d...

. Não aproveitar o tempo

. Deveríamos ter

. Saberás que estou

. Excerto do Ensaio “ O que...

. A paisagem muda

. Na minha imaginação

. Querer ter

. Reflexão sobre…o sucesso

. O azul negro

.arquivos

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Dezembro 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Sexta-feira, 31 de Março de 2017

Despertar as emoções na chama do mistério

A realidade por detrás do motivo, que existia no destino, na tua presença de ninguém, é apenas o que acha que toca a imaginação de paixão. Percorre a barreira do silêncio na busca de ti, que parece ter a dor, que abraça o sol.

O propósito que merece as palavras, que queria depender na sua vida como poderia partilhar, desperta os precipicios diferentes de ler as emoções, a olhar a dúvida que houve na sintonia do amor.

O que encontrei no significado do invisível, é a verdade de um olhar que se perde nas lágrimas que não esquecemos no amor.

Atravessar o mistério que temos, na porta que acompanha a dor que chora ao teu lado.

O que continua a abraçar a chama do que pensa a espera, no que deixou a verdade, nas saudades de estar e deixa saber o que dura para sempre.

 

 

publicado por antonioramalho às 14:53
link do post | favorito
Quinta-feira, 30 de Março de 2017

Eu estarei lá.....

Eu não estarei lá, quando percorreres o tempo de mudar, nas barreiras que criaste, a atravessar o destino.

Eu também não estarei lá, quando chegares ao que realmente existe para repensar a vida.

Quando olhares nos olhos de ti própria, o que significas para mim, irás procurar-me e não me encontrarás.

Levaste a minha vida, quando o sol se tornou invisível no querer.

Eu não estarei lá, quando olhares para dentro do teu coração...

Eu também não estarei lá, onde é o longe, mas olharei para ti...

Nas lágrimas que deixares cair...eu estarei lá.....

publicado por antonioramalho às 18:51
link do post | favorito

Os teus traços....

Todos os dias que penso no tempo que tivémos.....estás tu, por perto de onde estás vivendo, o que sou e estou...

O que tivémos, que não se perde até ao fim, em precisar de algo de ter, para onde é tarde, na noite que esconde as estrelas distantes.

À beira do tempo que aprecia o amanhecer no coração em ti, entregarei o meu amor, onde era o que deve ser e escreveu o teu nome.

A tua voz que escuta o que será sempre, nos nossos sonhos, o que diz invisivel e mostra o sol na manhã que conheci o que quer, nos teus traços que voam.

Porque os nossos corpos disseram verdadeiramente o que entende a perfeição na diferença, a conhecer o que tem sido a noite no momento.

O tempo para ficar juntos, no amor que entrega o que deixa caminhar, na escuridão da desilusão.

Por detrás do silêncio, não há mais nada a brilhar, as cores perderam-se no encanto de se verem e as palavras intensas já não sorriem ao destino.

publicado por antonioramalho às 16:59
link do post | favorito

A palavra conforto no desgosto

Nas noites ausente ao teu lado, busco em mim a dor que disfarça o impulso, que faz tremer as palavras, que conheço, onde há-de ficar o que olha à minha volta, nas tuas amarras para crescer.

O que me guia pela vida, a continuar a encontrar-me, a cada resposta de um dia no sofrimento, que pode fazer a razão no sentido que parecem ter os sonhos que escrevem no coração a busca de ti.

O que me envolve como ser de mim, a apaixonar-me na solidão que não mais se vai, percorro os passos que pertencem a um dia de amor que ousa e será a noite, à luz para mim.

O tempo que deixará o que leva embora e que está em cada palavra, mostra o momento da mulher , no rosto e no olhar, que tentasse dizer o que imagina e acredita.

Nas escolhas por palavras, na vontade de abrir o coração, em cada passo que sinto para ficar, o ângulo do tempo que encontrou os sentimentos, soube amar o que entoou em ti, na caminhada interior.

A resposta no meu coração, na palavra conforto, no desgosto de um destino que viu nascer a causa que faria a vida de quem era a partir.

publicado por antonioramalho às 14:31
link do post | favorito

As estrelas que se apagam

O importante de nós, quando o amor pode ir ao nosso lado, porque ninguém se senta sózinho no tempo, a contemplar os olhos apaixonados no corpo, que comparam o vazio e que turvam as lágrimas.

No sentido de te ouvir, o amor verdadeiro pode caminhar nas palavras de uma canção, que merece acreditar o que procuramos de nós.

As estrelas que se apagam, insistem no eco que espera a vida de ti.

O que ousara na correspondência de uma alma gémea, que recolhe o que vai sorrir na diferença e traz ao encontro que encosta a mudança, não vê o desejo que separa o desenho de nós, nas linhas que abraçam o interior e interrogam o tempo.

Nos papeis através da forma de esperar por ti, que espera dizer como sentia o sonho, ajuda a dor na eternidade, nos próprios passos, que sentem as lágrimas perto de ti.

O teu nome no meu coração, ouviu os sonhos da alegria que pensei que fosse a minha canção, no teu beijo a cada instante, no amor que vive de nós.

Eras minha, no olhar que conhece a tua porta, a chamar o que era realmente a medida da separação. no coração partido de fazer a espera de uma rosa que não desabrocha.

publicado por antonioramalho às 13:44
link do post | favorito
Terça-feira, 28 de Março de 2017

Ao que pode ser o amor....

Com amor, chorei...com amor, amei....

...Nos sonhos de nós, que conhecemos, quando nós caminhámos juntos, onde guardámos a razão...

Tentei encontrar-te, na busca do desafio....alcançar-te através das dificuldades....

Sempre nós, entre nós...

Porque o amor é....

....são bons momentos...

A forma de amar que deixa ser...

Alcançar algo na verdade...

...no sentimento que é...

Não acreditaste em mim, no coração a saber, por te amar demais, na forma que pode ser o que precisamos e que consegue ser, porque o amor é...

Eu conheço o teu olhar, no momento de mim, e quero viver nele, intensamente, na noite escura, por te amar demais.

Se eu fosse cada dia na tua vida, que é o nosso tempo....

Deixar o silêncio, na linguagem que começámos nas nuvens que passam pela escuridão, ao fecharmos os olhos ao que pode ser o amor.

publicado por antonioramalho às 19:37
link do post | favorito

O abraço que mostra o caminho....

Juntar as palavras no amor por ti, ao teu lado na janela que se abre ao amanhã, no que possamos preencher o silêncio na paisagem de quem sonha.

Alcançar o teu beijo, no olhar que foi feito ao que conduz a dimensão, que se torna o que precisa o meu coração.

O que chegámos  na realidade que rodeia o teu caminho que chegou ao sonho que ainda temos, no significado de algo onde quero estar, por mim, na espera a mudar para ser o que pensa a lua da esperança porque estou.

Parece que o amanhã não veio sabert onde estás, esperando que acontecça o que desejamos saber.

Deixar ir para onde vai a distância do coração, no abraço do sol que deseja a paixão, como forma de viver a minha vida no sorriso.

O sonho único do anoitecer que quer ter o que poderíamos ter.

Nas noites de solidão, o beijo da tua ausência, não desaparece no abraço que mostra o caminho.

 

 

publicado por antonioramalho às 18:36
link do post | favorito
Segunda-feira, 27 de Março de 2017

O que não sabe o que é...

mm1.jpg

O eco que se aproxima do que quero ser e não sou, fica num sorriso à medida do equilíbrio de uma paisagem sem sinais e estradas.

O que nos leva a voltar ao que encontaremos no céu, que vimos no horizonte exausto, na cápsula do tempo que compara o que partiu.

Na solidão ao redor do tempo que voa no que és, mostrou a expetativa do teu olhar, que começa a perceber a imagem da felicidade.

O que me parece o que reflete o melhor de ti, na beleza de uma sombra que procura o que aumenta o desejo, transforma-se num portal de um tempo renovado, que dispõe de um sentido.

A aprender de ti, o que se encontra no carinho das palavras, sinto à janela da vida o que se abre no brilho de um coração que deixaste nas lágrimas da paixão e se escondeu nas estrelas a agradecer a luz, na maneira que seriam as emoções.

No teu beijo apaixonado, que toca o paraíso, existe uma mensagem profunda do que não sabe o que é.

 

publicado por antonioramalho às 22:43
link do post | favorito

A luz é a esperança......

Quando o amor encontrou  o que percebe, que não pode gastar, no tempo que precisa em ti, do que tenta e do que tem, no amor que é a vida que temos.

Eu sou o que estará no amor e que permanece em ti.

No fundo do que traz o que sabes e não consegues ver, eu sei que sentes o que poderíamos ter, no que eu sinto.

Juntos, de mãos dadas pela praia de nunca, no momento onde o tempo espera por nós, eu quero acordar em ti, na noite que temos no coração, por tanto do que é.

Na vida que está no teu coração, que nós vivemos, guarda o que é meu, na canção que te quer sempre.

O que é o amor...no silêncio de uma direção única, na luz somente que deve estar em ti, onde a solidão é parte de um lugar onde tu não estás.

O que eu tenho está nas estrelas que falam contigo.

Até ti, a luz é a esperança do outro lado onde não estou.

publicado por antonioramalho às 17:14
link do post | favorito (1)

O olhar que guarda a vida...

Por ti, o significado da palavra amor, contempla o que pensa o coração, na semente de um amor que jamais deixará de sorrir.

Dizer que sempre continuará, na distância que é a luz do sol a aquecer os corações juntos, que estarão sempre no que é verdadeiro.

A passagem de ti com o meu coração, que percorre os sonhos onde estarei, poderá dizer o que sente um abraço, que mostra o que queremos, no melhor de nós.

O melhor de mim é teu no que sou, porque a verdade estava no que podíamos ver, ao alcançar a fé no amor.

O tempo que levou o significado de um afeto, iluminou o caminho do que quer a vida, no horizonte de cada voz no coração que sente.

Na tua ausência, não entendi as lágrimas de quem sou, para saber o que está no olhar que guarda a vida em ti, onde só o tempo pode entrar para onde vai.

 

 

publicado por antonioramalho às 16:45
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.Visitantes desde Junho de 2010