.posts recentes

. O labirinto das emoções

. A sombra do que é a luz

. O que pode ter quem é

. O que diga por lágrimas

. O que realmente podemos f...

. LIVRO DE POESIA

. Amor verdadeiro, realidad...

. O que aprendi no teu corp...

. A direção da oportunidade

. Vai viver o teu sonho

. Para sonhar, nos teus bra...

. Querer ser o que sentes p...

. O mar de alguém

. Chamar o vento que não ac...

. O que não quer chegar

. Conhecer o que quer dizer

. Por ti…porque és mulher!

. A Árvore da vida

. Os erros no silêncio

. A atitude de ser o presen...

.arquivos

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Domingo, 23 de Setembro de 2012

O amor em letras invisiveis.....

Era uma vez um menino pobre, humilde e simples.....que cresceu e se transformou num Homem com criatividade ilimitada, rebelde, inovador  e energia inesgotável.

Um dia....encontrou uma princesa que passeava alegremente nos jardins da Terra do Sempre igual....

Apaixonaram-se ao primeiro olhar...pwerceberam que eram a imagem do amor verdadeiro, que todos procuram...e poucos encontram.........

Num simples olhar....os corações tocaram-se...o amor fluiu livremente entre os dois corpos.....enebriaram-se de vida e felicidade...dançaram de alegria....

Porém....os seus lábios nunca se tocaram...os seus corpos nunca se abraçaram.....e o destino não quis que o amor frutificasse....

O tempo escreveu impossivel...para além da realidade...para além do vísivel....

Mas....o Homem vestido de rebelde...não desistiu....quis que o amor existisse para além do impossivel....para além da vida....

Olhou novamente para a princesa e ofereceu-lhe ....um livro seu....Um livro diferente....um livro que....estava em branco.....

Mas ....não estava.....

O livro estava escrito em letras invisiveis....letras escritas pelo coração....

Letras que só ele conseguia perceber ... Letras que só ele via....

Numa última despedidad da princesa.......num último suspiro de amor...ensinou-a a ler as palavras invisiveis.....

A princesa viu então aparecer no livro as palavras de amor invisivel...........e ficou encantada...

Ela também via com o coração............ela também consguia ler as palavras invisiveis.....

Ela partiu.....sem olhar para trás....com o livro na mão.....e o segredo no coração.............

Ela conseguia ler o que só outra pessoa lia...

Ela conseguia sentir o que só outra pessoa sentia............

O Tempo ensinou que só o coração consegue ler as palavras de amor invisiveis............

Nunca mais se encontraram.....

Mas ....sempre que a princesa ia á janela.......via escritas na parade do castelo...palavras de amor...para ela.....

 

publicado por antonioramalho às 11:18
link do post | favorito
Sábado, 22 de Setembro de 2012

O jardineiro das emoções...............

Era uma vez um jardineiro de emoções que, percebeu que as sementes que a maioria das pessoas semeava.....não eram as sementes certas...

Percebeu a diferença.....percebeu que aquele não era o caminho..............

E, um belo dia, num armazém perdido e abandonado.....descobriu umas sementes que já ninguém utilizava...............

Encontrou sacos e sacos.....dessas sementes .....no armazém abandonado.............

O jardineiro das emoções....percebeu que havia ali um brilho especial....percebeu que eram interessantes....Interrogou-se! Porque é que poucas pessoas ou ninguém as utilizava?...Ele consguiu ver o brilho especial daquelas sementes...........

Eram sementes de tolerância, de paciência, de generosidade, de amor, de serenidade...

Percebeu que aquele era o caminho............mesmo quando todas as pessoas as tinham esquecido.............

Na manhã seguinte...resolveu começar a semeá-las.....nos campos internos e nos campos externos da sua vida....................

Semeou todas as sementes que conseguiu......semeou todos os campos que encontrou...........

E esperou...........Ele esperou.................

Enquanto as outras pessoas preferiram semear as sementes da superficialidade e da futilidade.......ele esperou!....

Acreditou naquilo que semeou....... 

Esperou....tão somente....

Ele sabia que, um dia, as dificuldades e as tormentas...atingirão todos os campos de cultivo.....Nesses dias surgirão obstáculos imensos, perdas e desespero......Nesses dias os campos serão devastados.....

O jardineiro da emoção acreditava nas suas sementes ...e esperou.....

Nesse período de tempo, foi á escola da consciência, aprendeu a liderar os pensamentos, a gerir as emoções, a dialogar, saber escutar...e a respeitar e ajudar os outros...........

Sabia que um dia os conhecimentos e a sabedoria que possuia...seriam úteis....

A cada dia que passava...sentia mais e mais....o brilho imenso de felicidade a preenchê-lo...

Um dia......ele sabia que esse dia viria.....a Terra foi assolada pela tormenta das preocupações, das dificuldades, da depressão, do vazio existencial, das vidas sem sentido, do desespero..........

Naturalmente.....os campos de superficilidade e de futilidade...forma completamente devastados...e as pessoas ficaram destroçadas....

No campo do Jardineiro de emoções entretanto..............foram germinando as sementes que semeou.....

Tornaram-se campos de flores de consolo, de sabedoria, de força, de coragem e de compreensão......

A tormenta das dificuldades também atingiu o campo do jardineiro......como todos os outros.....mas este campo estava bem plantado da terra.....as raízes eram profundas......as flores agiraram-se, vacilaram.....mas mantiveram-se firmes e mais viçosas ainda.....

O Jardineiro das emoções acolheu então as pessoas que a eles recorreram....ajudando todas e mostrando qual era o caminho.....iluminando o caminho de escuridão daquelas pessoas que tinham semeado as sementes erradas.....

Foi assim que o jardineiro das emoções foi semeando mais e mais sementes....e, sobretudo, ajudou as pessoas as semear as sementes certas....

Foi assim que as pessoas voltaram a recuperar o sorriso.............

publicado por antonioramalho às 12:03
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.links

.Visitantes desde Junho de 2010

.De onde visitam: