.posts recentes

. O labirinto das emoções

. A sombra do que é a luz

. O que pode ter quem é

. O que diga por lágrimas

. O que realmente podemos f...

. LIVRO DE POESIA

. Amor verdadeiro, realidad...

. O que aprendi no teu corp...

. A direção da oportunidade

. Vai viver o teu sonho

. Para sonhar, nos teus bra...

. Querer ser o que sentes p...

. O mar de alguém

. Chamar o vento que não ac...

. O que não quer chegar

. Conhecer o que quer dizer

. Por ti…porque és mulher!

. A Árvore da vida

. Os erros no silêncio

. A atitude de ser o presen...

.arquivos

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Domingo, 30 de Outubro de 2011

O ponto X da linha......

Quando estamos próximos do fim da linha fazemos ...as esclhas certas, as grandes escolhas da vida....Absorvemos cada dia, até ao ultimo segundo e com a intensidade máxima. Sabemos olhar, sabemos sentir, sabemos ouvir...sabemos amar, sabemos viver....Temos tempo....temos todo o tempo do Mundo ...para nós e para os outros....

Mas....quando não sabemos que estamos no fim da linha...fazemos, quase sempre, o contrário....Actuamos mais com o cerebro do que com o coração. As escolhas são baseadas no acessório, não sabemos amar, não sabemos olhar, não sabemos viver.....

Aparentemente....dois pontos que podem estar no mesmo local da linha...mas que reflectem a importância de sabermos que o fim está próximo ou não....

Porque é necessário sabermos que o fim está próximo, para começarmos a fazer as escolhas acertadas, a saber sentir, a saber amar e a saber viver?

Porque é que é necessário conhecermoso fim do filme..para repensarmoso modo como vivemos, a nossa atitude, a nossa autenticidade ?

Porque não fazemos as escolhas certas....em qualquer ponto da linha?

Porque abandonamos , quase sempre, o coração?

Afinal a vida é tão curta.....e é importante saber vivê-la....

Aprender a viver...aprender a amar....em cada minuto, em cada momento da nossa linha....exactamente como se não houvesse amanhã...

Afinal nunca sabemos em que ponto da linha realmente estamos...

publicado por antonioramalho às 19:56
link do post | favorito
Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

Mais importante que tudo....................

...............é o amor!

Mais importante que....envelopes, fachadas e montras.....

Mais importante que....superficialidades, riquezas, fama e trofeus......

Mais importante que a sombra...é o próprio Sol. Mais importante que a dúvida...é a certeza!...Mais importante que tudo...é o amor!

Quando vivemos no acessório...atraímo-nos por ele, embrenhamo-nos nele, cegamo-nos por ele...e apaixonamo-nos por ele.....

Mas.....aos poucos....vai desvanecendo....vai -se retirando a poiera embaciante...vai mostrando a realidade......vai mostrando o acessório....

Aí percebemos que o mais importante de tudo...é o essencial....Nessa altura percebemos que....o mais importante de tudo é o amor!

O essencial...é o amor..............

O acessório encanta, ilusiona...mas faz errar!...Faz, inclusivé, perder o caminho da vida...a estrada da felicidade.....

Vale a pena errar, vivendo o acessório ?  ...Vale a pena perder o significado da vida.....pensando no acessório?....

Vale a pena perdermo-nos no caminho...apenas pelo acessório?

Vale a pena o erro?

Mas,....as pessoas continuam a hipnotizar-se pelo brilho do acessório..................

Não percebem o obvio...........Não percebem o significado da vida........

Que o mais importante de tudo....................é o Amor!

publicado por antonioramalho às 18:01
link do post | favorito
Domingo, 9 de Outubro de 2011

Quando a luz e a sombra não se encontram....................

...............perde-se a essência............

Valoriza-se mais a superficialidade...............valoriza-se mais a atracção...valoriza-se mais o acessório.......valorização mais a cor....e o brilho...

Como consequência...............a chama extingue-se..........

O amor verdadeiro vive para lá da chama............está na própria chama....vive para lá da luz e do calor.....vive na luz e na sombra.....

É alegria....é felicidade....fazer parte da própria chama....dançar na dimensão espacial da sombra, sendo a própria luz...

É aí que a sombra e a luz se encontram...numa dimensão para lá da realidade....no próprio movimento!....

Conseguir ver para lá do visivel....conseguir sentir para lá do óbvio.....conseguir ter unidade no conjunto das individualidades....

O amor....o verdadeiro amor...está para além do acessório, do óbvio e do visivel......

O verdadeiro amor sente-se, vê-se...e cria luz....E é exactamente aí que a luz consegue encontrar a sua própria sombra....No movimento e na substância....

Porque sem luz, não há sombra.... e sem sombra não há luz....

O problema é....quando a luz e a sombra não conseguem encontrar-se....e isso, infelizmente, é o mais óbvio, actualmente.............

publicado por antonioramalho às 09:05
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.links