.posts recentes

. O labirinto das emoções

. A sombra do que é a luz

. O que pode ter quem é

. O que diga por lágrimas

. O que realmente podemos f...

. LIVRO DE POESIA

. Amor verdadeiro, realidad...

. O que aprendi no teu corp...

. A direção da oportunidade

. Vai viver o teu sonho

. Para sonhar, nos teus bra...

. Querer ser o que sentes p...

. O mar de alguém

. Chamar o vento que não ac...

. O que não quer chegar

. Conhecer o que quer dizer

. Por ti…porque és mulher!

. A Árvore da vida

. Os erros no silêncio

. A atitude de ser o presen...

.arquivos

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Quinta-feira, 29 de Março de 2007

Mar da Malidicência...........

Pararam a caminhada...

Diante deles, cascatas e mais cascatas!

Àguas agitadas. Remoinhos e mais remoinhos.

Àguas de várias cores. brilhos diversos e fulgurantes .

Um mar enorme! A perder na linha do horizonte............

Viver num mar da malidicência. Dizer mal, por inveja, por ciúme, ou apenas por dizer. Ou fazer....

Alguém que vive e se preocupa mais com a caminhada dos outros, do que com o seu próprio caminho.

Alguém que não caminha, mas antes se preocupa em colocar obstáculos no caminho dos outros; alguém que vive tentando desalentar os outros...

Algo que existe como se vivessem numa competição onde cada um compete derrubando os outros; onde o objectivo principal é destruir tudo e todos, porque só assim sabem vencer....ou pensam que vencem....

Vento forte e agreste que derruba todas as flores do jardim, porque quer vencer, porque quer sentir-se forte perante as desgraças alheias.

Julgar só por julgar!

Dizer só por dizer!

Quem somos nós para julgar? Quem somos nós para pensar que não erramos, que não tropeçamos? Quem somos nós para pensarmos que somos perfeitos?

O tempo o dirá e o contexto o viverá!

Só num tempo e num contexto encontramos a possibilidades de repetir os erros dos outros e a possibilidade de não repetir esses mesmos erros!

Não viver a situação dos outros como se fosse o nosso próprio caminho. Não viver a vida dos outros como se fosse a nossa própria vida!

Não podemos ser felizes sobre as cínzas e as desgraças de alguém.....Ninguém consegue vencer sobre as misérias alheias.

Porquê olhar tanto para fora e para os outros, quando há tanto para descobrir e construir no nosso próprio interior.

A intromissão na vida e o julgar as atitudes dos outros só poderá contribuir para diminuir a intensidade da chama do nosso coração. Se queremos viver com uma luz intensa, se queremos iluminar o nosso caminho, não poderemos julgar, porque nunca saberemos qual seria a nossa atitude nessa situação e, além disso, e muito mais importante............porque há imenso trabalho a fazer no nosso próprio interior....

E, sinceramente, desperdiçar essa energia............para quê?

publicado por antonioramalho às 16:49
link do post | favorito
Sexta-feira, 23 de Março de 2007

Onde está o Sol?

Onde está o Sol?

As pessoas esqueceram-se de sorrir..............perderam a alegria....

Perderam o encanto........perderam a capacidade de amar!!!

Onde está o Sol na vida das pessoas?

A tristeza, a depressão, a não felicidade estão a ganhar terreno a cada dia que passa........

As pessoas compram, compram imenso..................as pessoas têm, têm imenso.............mas não sorriem, perderam a magia...............estão desencantadas.............

Vivemos num Mundo em que os nossos pensamentos determinam se existe Sol ou não!

E cada vez mais se esquecem de viver........apenas sobrevivem...................

Porque sem Sol não poderemos viver, porque sem Sol a vida não tem encanto...........

Nuvens e mais nuvens...................não deixam espreitar o Sol......

O Sol está lá , mas a neblina não o permite entrever.................

Como conseguiremos viver sem Sol?

As aves não voam, as cores dresaparecem e o mar esta inquieto............

Até as flores deixam de crescer.........

Porque sem Sol, não há alegria..............os semblantes alteram-se............o desânimo aumenta..........andamos cabisbaixos...................

Por um raio de Sol apenas, esquecemos a realidade...........

Por um raio de Sol apenas, voltamos a sorrir.............

Por um raio de Sol apenas, voltamos a amar!!!!!!!!!!! 

Afinal, onde está o Sol?..................................Porque não deixá-lo entrar dentro de nós?

publicado por antonioramalho às 12:37
link do post | favorito
Quinta-feira, 22 de Março de 2007

O amor é........................

O amor é................

O amor é........não encontrar definições................mas acções!

O amor é........

               não deixar de pensar em ti.................

O amor é

               viver, construir, subir a montanha, descer a montanha, olhar para o céu, beijar o mar....

               e sorrir.....................

O amor é

               partilhar...............

O amor é

               construir um Mundo de realidade e ficção.............

O amor é

               criarmos o nosso próprio Mundo!

O amor é

                viver para o outro...........

O amor é

                não magoar o outro.............

O amor é

                desejar o melhor para o outro...............

O amor é

                ACREDITAR! ACREDITAR SEMPRE!......mesmo quando tudo parece errado!

O amor é

               sonhar!

O amor é

                querer ser uno!

O amor é

                respeito, tolerãncia, compreensão, paciência...........

O amor é

                saber esperar...............

O amor é

               sorrir ao luar!

O amor é

               ver com olhos mágicos................

O amor é

               até mesmo ficar com olhos patetas...............

O amor é

               não desistir de lutar pela pessoa amada!

O amor é

                lutar!

                vencer!

                querer

                ter e ser

O amor é

                lindo!

O amor é

               tudo!

O amor

               somos nós!

O amor é

               o caminho.....

               o unico caminho da Felicidade..................................

publicado por antonioramalho às 15:03
link do post | favorito
Terça-feira, 20 de Março de 2007

Onde estão as pessoas boas?

A vida não é fácil............as relações são complicadas.................e as pessoas não são o que parecem.............Onde estão as pessoas boas e interessantes?

A vida não é facil, porque além dos momentos bons, está eivada de momentos menos bons, inumeros obstaculos e dificuldades .

As relações são complicadas, porque se sinceras e verdadeiras, deverão ter a partilha de respeito, dialogo, amor, compreensão, verdade e amor, muito amor.... Quantas têm estes factores?

As pessoas não são o que parecem, porque quando caem as mascaras, encontramos egoísmo puro, superficialidade e ausência de valores....

 

Onde estão as pessoas boas e interessantes?

A cada dia que passa, mais uma decepção,

a cada dia que passa, mais uma desilusão,

a cada momento que passa , mais mascaras que caem...............

Onde estão as pessoas que valorizam os valores, o interior, a verdade, o amor, a bondade, solidariedade, generosidade, tolerância, simpatia............?????

Onde estão as pessoas que amam e sabem amar?

Onde estão as pessoas que acreditam nos outros?

 

Onde estão as pessoas boas e interessantes?

publicado por antonioramalho às 21:42
link do post | favorito
Segunda-feira, 19 de Março de 2007

Haverá uma luz?...........

Acreditamos que há uma luz ao fundo?

Acreditamos que podemos caminhar.........caminhar, caminhando..............

Uma Lua no horizonte.....................uma Mulher.................... um silêncio........

Os pensamentos constroem-nos e os pensamentos destroem-nos................

Sentimos...............e ninguém dá por isso!!!

Não sentimos............mas também ninguém dá por isso!!!!!!!!!

Às vezes, temos mesmo a sensação de que ninguém dá por nós..................

Será que somos mesmo importantes?

Se sentir é importante, é fundamental..............porque razão não estamos em sintonia?

Uma Lua em noite escura...............Será que brilha?

E se olhamos para ela com olhos apaixonados....................conseguiremos vê-la a brilhar?

Uma Lua que não encontra o Sol...............Porquê? São incompatíveis? Penso que não.........são complementares.............Um completa o outro...................

As aves que não voam..................ao luar............

Os seres humanos que não encontram o brilho no olhar...........

É tarde..........nunca é tarde............

É amor........não acreditamos............

Um mundo de contradições.............

Temos mesmo que acreditar .............que há sempre uma luz...............ao luar! E dois corações a amar!!!!!!!!!

Temos sempre que pensar que é possivel..............mesmo que não vejamos a luz!!!

A Lua existe, o amor existe..........porque não sorrir ao luar?

O Brilho existe, a emoção existe........porque não voltar a amar?

publicado por antonioramalho às 22:56
link do post | favorito
Domingo, 18 de Março de 2007

Estrelinha de luz...........

Eu quero ser Tu

                      no Eu que se

                      transforma em Nós!

Eu quero ser Nós

                      no Tu que se

                      transforma em Eu

Eu quero ser

                     o brilho e o calor

                     em teu raio de Sol..................

publicado por antonioramalho às 18:08
link do post | favorito
Sábado, 17 de Março de 2007

Castelo do Medo...................

Diante deles um castelo. Um castelo medonho e triste.

As portas estavam abertas, como sempre estão. A entrada é escura, sem qualquer luz. Está imersa numa escuridão densa.

A vida que se instala em prosseguir atrás das muralhas . A vida que é inquietude e desperdício!

Sol não há. Luz pouca. Escuridão sim.

Pedra sobre pedra numa imensidão sem cor.

Pedras de vários tamanhos .

Imensidão de vários ângulos.

Alguém que existe. Alguém que persiste. Reentrâncias. Ângulos. Incidências agudas. Obtusas. Quem persegue quem?

Barulhos e gritos de dor e desespero. Não são mitos.

Ervas daninhas que se amontoam nas reentrâncias das muralhas.

Pessoas que circundam o lugar como se algo misterioso e escuro envolvesse a vida. Pessoas que entram e não saem. Pessoas, pouquíssimas, que entram e rapidamente saem; pessoas que se recusam a entrar .

Na imensidão das cores da vida, pouquíssimas, que entram e rapidamente saem; pessoas que se recusam a entrar .

Na imensidão das cores da vida, pouquíssimas pessoas não entram.

A maioria, por uma razão , ou por outra, entram! É difícil não entrar. É difícil resistir à tentação de não entrar. Há algo de fascinante que envolve a entrada; há algo de misterioso que atrai.

E depois, à entrada, estão os senhores da insegurança a convidar a entrar. Usam todo o estratagema de marketing para incitar as pessoas a entrar . E há senhores da insegurança de vários tipos e uniformes: de trabalho, emocionais, familiares, etc, etc....

Palavras que utilizam veementemente. Sentimentos que impelem veementemente . Sentimentos e pensamentos .

A dupla infalível que constrói e que destrói; a dupla que vive e não vive.

O Sol que continua a aquecer por fora; O Sol que continua a não aquecer por dentro.

O Poeta e a Estrelinha de luz, tal como muitos outros, hesitaram, mas não resistiram a entrar.

Os senhores da insegurança emocional convenceram-nos a entrar. Foram hábeis e ardilosos.

Passo a passo, e nada mais seria igual.

A sensação que invade os seres humanos a entrar neste castelo.

A sensação de que o caminho da felicidade pode parar aqui, e não mais prosseguir.

A sensação de que o voo pode não mais acontecer.

Entraram. Devagar e receosos. Entraram no Castelo do Medo.

Acreditar, não acreditar! Confiança pouca!

Porquê entrar? Porquê não Sol?

- Porque entramos, Poeta?

- Há algo que nos impele a entrar . Há algo de muito misterioso que nos empurra para a entrada.

- Mas nós sabemos que não podemos entrar, não é Poeta?  Porque entramos  então?

- Porque não controlamos os nossos pensamentos! São os pensamentos e a insegurança que nos atraem para este castelo.

- Eu sinto que não devia entrar, Poeta! Ainda não devo estar suficientemente evoluída então como ser humano.

- Penso que não, estrelinha de luz! Eu não entrava, mas acabei por entrar por entrar contigo para te ajudar, estrelinha de luz! Ainda tens arestas por limar.

- Lindo!

-Linda!

- Cada vez está mais escuro, à medida que caminhamos. Porquê, Poeta?

- Porque o medo é mesmo assim. Quando se entra no Castelo do Medo, o caminho habitual é no sentido duma maior escuridão. É o chamado labirinto dos medos, muitas vezes intercomunicantes . Um medo continua com outro, e assim sucessivamente . Os labirintos dos medos estão entrelaçados .

- Poeta, como se faz para não entrarmos mais neste Castelo?

- Temos que amar! Acreditar no amor. Só o amor e a confiança no amor permite sair do Castelo do Medo.....e finalmente voar! O cume da felicidade está mesmo ali.

- Poeta, vamos parar! Eu não tenho medos, eu não tenho medos!

- Estrelinha de luz, ao longo do caminho que efectuámos até aqui, trabalhaste a tua personalidade, mas esqueceste de apanhar as flores da confiança. Não reparaste, mas eu tenho a mochila de caminhante cheia destas flores de confiança. Tu não tens uma única. Tu, estrelinha de luz, não tens flores de cores de confiança.

Chegaram a um terraço. Alguma luz, num Sol luminoso.

Era a fase da decisão!

Era a fase do acordar e conseguir! Era a fase da oportunidade!

Deram um beijinho da cor do Sol. Então aconteceu!

- Poeta, estás a voar! Que aconteceu?

- É o amor, estrelinha de luz! Aprendi a amar! Conheci o amor. Amar intensamente. E confia. Confiar em mim e nos outros.

- Lindo!

- Que sensação óptima, estrelinha de luz! E voou, voou até bem alto.

Breves momentos de magia.

Olhou para trás e, surpresa, viu a estrelinha de luz, inerte no solo.

- VOA, estrelinha de luz, não tenhas medo! VOA!

- Não consigo, Poeta!...Não consigo!

- Consegues! Confia! Confia e ama! Só assim podes vencer o medo!

- Não consigo, Poeta! Os senhores da insegurança estão a empurrar-me para o labirinto do medo! Não consigo sair! Vai tu, Poeta! Atinge tu o cume da felicidade!

E dizendo isto, sentiu umas lágrimas singelas e ardentes na face. Sentiu uma triteza imensa!

 

COMO SERÁ O FINAL DA HISTÓRIA, O POETA E A ESTRELINHA DE LUZ ?

VENCERÁ O AMOR?

VENCERÁ O MEDO?

 

publicado por antonioramalho às 22:53
link do post | favorito
Sexta-feira, 16 de Março de 2007

Sonhar.....................um raio de Sol.......

Sonhei que era o Sol,

Sonhei que era o vento,

Sonhei que era o mar..............

Ondas de felicidade, Dia de Sol,

                                         Vento suave, suave...............................

                                       , Dia de vida......................

Sonhei que era a vida.......................e quis caminhar.................

O Poeta sorriu à vida,

                                       sorriu ao amor..............

A Estrelinha de luz

                                       sorriu ao Sol..........

O Poeta cantou,

O Poeta amou..............

                                       as pessoas,

                                       a vida,

                                        a natureza,

                                        a beleza das pequenas coisas,

                                        o momento presente.................

O Poeta acordou................

Ops, era apenas um sonho................

Olhou para a vida e sorriu................

Acreditou, ainda que por breves momentos, que a linha entre a realidade  e o sonho pode ser muito ténue....

Basta acreditar e voltar a acreditar...................................e esperar!!!!

publicado por antonioramalho às 12:46
link do post | favorito
Quinta-feira, 15 de Março de 2007

Que fazemos para vencer o medo?

Que fazemos para vencer o medo? Isolamo-nos? Amarguramo-nos? Revoltamo-nos? Encolhemos os ombros à vida? Atribuimos a culpa aos outros ? ou lutamos, lutamos, lutamos?

Há pessoas que se isolam na vida, dentro das suas casas, dentro de si mesmas...............

Há pessoas que se isolam no e para o amor.......................

A desconfiança, o medo, o desacreditar.................empurra-nos mais para dentro de nós próprios:

- ninguém ama como nós, ninguém pensa como nós, ninguém sente como nós..............

Cada vez mais somos confrontados com desafios!!!!!!!!!!!!!

Que fazer perante os desafios da vida??? Dizemos que a culpa é dos outros, encolhemos os ombros, ou trabalhamos mais e mais o nosso EU interior???

E aqui as pessoas preferem claramente a rotina, o programado...................PORQUE TÊM MEDO!!! MEDO DO DESAFIO!!! MEDO DO QUE É NOVO!!!!

O medo disto, o medo daquilo ( as pressões economicas, da Sociedade , da família)

Medos e mais medos!!!!!!!!!

Porque não viver..........sem medode esses desafios? Afinal, se errarmos, estamos a aprender!!!

Errar é aprender. Errar é ter a possibilidade de crescer e evoluir como seres humanos ......

A Sociedade vive com a rotina! Tudo o que é novo....nos assusta!!! Raramente, as pessoas saem da rotina do dia a dia....

Sonhamos em sair da rotina.............mas preferimos...encolher os ombros!!!

Mas que fazemos realmente para quebrar a rotina e o medo do desafio???? Que fazemos para vencer o medo???

Isolamo-nos.....fechamo-nos mais em nós próprios...............ou decidimos lutar..........para vencer o medo, para voltar a acreditar, para voltar a amar????

Não podemos estar à espera que nos tragam a felicidade num cestinho..........nem podemos estar à espera que alguém nos venha preencher o vazio, as duvidas e os medos que temos!!!!!

Temos que ser nós a vencer o medo!!!!

Que fez realmente você para vencer o medo?

Que fez realmente você para acreditar???

publicado por antonioramalho às 13:26
link do post | favorito
Domingo, 11 de Março de 2007

Lágrimas que queimam................

Lágrimas de dor, lágrimas que queimam.....lágrimas de amor, lágrimas de desamor, lágrimas que ardem.......

Lágrimas que correm, qual rio sem fim................

Lágrimas que consomem, lágrimas que vivem, lágrimas de dor.........

Lágrimas essenciais...na fase de luto de qualquer ruptura..........essensial para o bem estar do Eu próprio!!!

Os pensamentos maus, a dor, a amargura......são os corpos estranhos dentro de nós proprios.... E expsulsar esses corpos estranhos é um meio de continuar a viver na luz...

As lágrimas são o alívio do sofrimento....é expulsar a dor!!1

Chorar faz falta, é esencial para o bem estar......tal como a fase de luto. Só respeitando essa fase de luto.........poderemos crescer e evoluir como seres humanos...........É trabalhar intensamente o interior, é o silêncio, é a paragem, o stop..........É expulsar todo o mal nessa fase de tristeza.............

Lágrimas que queimam, lágrimas de dor.....lágrimas que ardem nos nossos corações.....

Há que respeitá-las, há que vivê-las, há que deixá-las caminhar..........Mas também, há que saber pará-las.......Não poderemos ser um rio sem fim, não deveremos ser um não mais parar............

As lágrimas são elas próprias....o princípio e o fim........Porque não poderão dominar-nos , nem fragilizar-nos!!!

As lágrimas são lágrimas apenas................

Lágrimas que doem, lágrimas que ardem, lágrimas que queimam....em nossos corações!!!

AS FLORES NÃO DADAS...........................ABSORVIAM TRISTEMENTE.................A FRESCURA DAS LÁGRIMAS SINCERAS.......................

publicado por antonioramalho às 16:06
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.links