.posts recentes

. A raiz do medo

. O que encontrou, que havi...

. Sobressair na bondade

. O que o tempo não apaga

. O sentido que partilha a ...

. As palavras nas atitudes

. Porque não posso ir no te...

. A ironia que aconteceu no...

. O que diz à minha volta

. Alguém como eu

. Sob o postal de ser

. Os teus passos no silênci...

. O que pode haver, por sab...

. Juntos pelo coração

. O que é a noite no sorris...

. A nudez do amor

. O que pareceu o caminho

. Novo livro eBook - Eu e a...

. O impossível na sorte

. Sentir a tua falta

.arquivos

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Domingo, 17 de Outubro de 2010

A nuvem rosada e azul

Por detrás daquela nuvem......brilhava um Sol radiante e intenso.....Incansavelmente, dia após dia, numa dança temporal....

Era uma vez uma nuvem que absorvia todo o calor e luz do Sol imenso....num rodopio de emoções....

Uma nuvem rosada, feliz e alegre...que reflectia aquela luz imensa....

Lá em baixo....as flores ,as arvores e as aves.....recebiam cada vez menos luz.....porque a nuvem se tornava espessa e volumosa......ficando com todo o brilho do Sol....

Lá em baixo....a pouco e pouco a escuridão ía aumentando......

Mas.....a nuvem imensa....queria todo o brilho do Sol para ela......A cada dia que passava, menos luz de Sol deixava passar....

Sofregamente, a nuvem queria mais e mais.....num desespero de vivência.....

A obsessão atingiu o limite quando......não queria que o o próprio Sol fosse dormir.....

Quando o pôr-do Sol....acontecia.....começava a chorar...e as suas lágrimas tornaram-se em vendaval enorme lá em baixo.....

A pouco e pouco a vida lá em baixo foi escasseando......as flores deixaram de sorrir....as aves deixaram de voar.....e a música deixou de tocar....

Um dia, quando olhou para baixo.....percebeu que a vida lá em baixo deixava de acontecer....e que a sua presença egoísta impedia que a vida acontecesse e que o sorriso aparecesse, nos outros....

Percebeu então que o Sol é de todos.....que o seu brilho é essencial para o mundo.....e então colocou o seu vestido transparente.....e envolveu-se na cor do próprio céu.....

Quando percebeu a importância do Sol nos outros.....encontrou a chave do coração......

O dia luminoso...voltou á Terra.....e as flores voltaram a sorrir......... 

 

publicado por antonioramalho às 11:09
link do post | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Outubro de 2010

Amor é.....amor não é............

Porque existe uma diversidade relativamente ao Ser e ao pensar...a convivência entre duas pessoas implica o termos que aceitar a pluralidade...

A convivência a dois implica estabelecer pontes de comunicação , onde o diálogo representa a estrutura dessa ponte...

Há aspectos do nosso carácter e personalidade que podem ser um obstáculo ou mesmo um impedimento ás relações humanas. A ponte de comunicação deverá ter sempre como objectivo o limar e mesmo rectificar esses aspectos....

Para a convivência ...é necessário entender o outro....é necessário compreender o outro....é necessário ver a perspectiva do outro....

Para a convivência....é necessário o respeito e a tolerância para com os outros...

A vida trepidente, agitada e competitiva.....faz surgir a crise de convivência....

Antes ou depois......surgirá sempre ...uma crise.....

O amor é um acto constante de dar e receber.....

O amor não é atracção..... 

O amor é estabelecer múltiplas pontes de afinidade, procurar e incentivar interesses comuns e proporcionar a conexão do entendimento e compreensão mútua.....O amor deverá, portanto, apoiar-se em valores......valores que implicam generosidade, paciência, tolerância, simplicidade, sinceridade e bondade....

O amor é....darmos tempo para melhorarmos....

O amor é uma chama imensa, que necessita de ser contínuamente avivada.....

O amor é ....não ignorar que existem crises de convivência a dois.....

O amor é....encontrar múltiplos pontos de apoio na interacção e intercomunicação entre duas pessoas....

O amor é...querer melhorar sempre a relação  de convivência...mesmo sabendo que temos muitas arestas para limar no nosso carácter e personalidade...

Amar é...aprender....

Amar não é pegar em duas pessoas com beleza exterior estonteante e colá-las! Elas até se podem colar, mas a erosão do desgaste quotidiano faz avivar as crises de convivência...

Amor é...estabelecer elos de entendimento e comunicação.....

Amor...é querer o melhor para o outro....

Amor não é .....querer ter sempre razão!...

Amor não é....querer ser dono da verdade!...

Amor....é um acto constante de dar e receber.....

Amor não é....pensarmos que estamos certos...e que os outros é que têm que mudar.....

Amar....é ser flexivel........

Amor é....muito mais do que isso.....É profundidade e intensidade de afectos e emoções....

Amor é ...acreditarmos no outro...........

Amor é......acreditar no amor..........

O amor é......para além do conceito e da definição.....o amor é...para além da dimensão humana....

Amor é....perceber a dinâmica da convivência  e trabalharmos a capacidade de adaptação á mudança e ao tempo.....

Amor é........

publicado por antonioramalho às 20:46
link do post | favorito
|
Terça-feira, 5 de Outubro de 2010

Superar as dificuldades...............

....+e necessário.......

...é essencial ao crescimento.........

.....faz parte da evolução como ser humano......

Encarar os obstáculos como um factor que, necesáriamente, está presente na vida de todos.....que não dependem de nós.....

Na vida, as dificuldades estão lá......para todos os seres humanos, em maior ou menor gravidade, numa altura da vida, ou noutra.... Fazem parte da vida!...

E não adianta....não as enfrentarmos......nem adiantará....termos uma atitude de autocomiseração......Ninguém as vai ultrapassar por nós......

As dificuldades ...podem sentir-se como inultrapassáveis.....mas elas estão lá....para aprendermos mais uma lição....

Aprender para crescer.....aprender para evoluir.....

A atitude certa é relativizá-las......dar-lhe a doimensão própria de uma lição apenas....

Os obstáculos existem para serem vencidos por nós....com determinação, com paciência.....ás vezes, imensa paciência...e acreditar que é possivel .........acreditar que é possivel sempre.....acreditar que venceremos......

....E, sempre, com amor......o amor é a energia necessária para ultrapassarmos os obstáculos.......

publicado por antonioramalho às 19:58
link do post | favorito
|

Aprender sobre a Felicidade...........

A felicidade é individual.....

O conceito de felicidade depende de pessoa para pessoa....

Dentro do conceito de subjectividade, o núcleo alicerça-se certamente em 3 bases: físico, espiritual e harmonia físico-espiritual.

O conceito físico tem como pedra lapidar as circunstâncias externas ao indíviduo: os bens materiais que possuímos, o viver só para o prazer, quer seja sexo, comida ou mesmo uma vida de luxo....No extremo destes casos, existe o hedonismo, o materialismo e a permissividade (tudo é permitido)

O conceito estritamente espiritual assenta apenas no viver exclusivamente  para a actividade espiritual, interpretando a vida para os valores e para as virtudes do ser humano...O fazer o bem aos outros será a sua vida, esquecendo completamente qualquer prazer para si ou possuir qualquer bem material...

O conceito harmonia físico-espiritual estabelece uma ponte entre o interior e o exterior....Integra o espiritual, o fazer o bem aos outros, mas também zela pelo bem estar interior...numa ponte que harmoniza o sorriso do coração e alegria de viver....Saber sorrir para sentir o sorriso e saber dar aos outros o sorriso...

publicado por antonioramalho às 16:08
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
15
16
17
18
19
20
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.Visitantes desde Junho de 2010

.De onde visitam: