.posts recentes

. O que encontrou, que havi...

. Sobressair na bondade

. O que o tempo não apaga

. O sentido que partilha a ...

. As palavras nas atitudes

. Porque não posso ir no te...

. A ironia que aconteceu no...

. O que diz à minha volta

. Alguém como eu

. Sob o postal de ser

. Os teus passos no silênci...

. O que pode haver, por sab...

. Juntos pelo coração

. O que é a noite no sorris...

. A nudez do amor

. O que pareceu o caminho

. Novo livro eBook - Eu e a...

. O impossível na sorte

. Sentir a tua falta

. A indiferença que murmura

.arquivos

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2007

Viver para lá do muro..........

Viver para lá do  muro.....é conseguirmos ouvir o silêncio!....Nas arvores a balançar, nas aves a voar e nas nuvens a dançar...............

Ouvir o silêncio...é entrarmos dentro de nós próprios! É querer algo mais para a vida, perceber que somos o que pensamos..........

Ouvir o silêncio.......é escutarmos o coração!..........Sentir o bem.......

Ouvir o silêncio.....é libertarmos o medo........e começarmos a viver!.......

Viver para lá do muro de segurança............é correr o risco, fugir ao comodismo e ao conformismo!......

Viver para lá do muro...é não estabelermos limites....ultrapassarmos os limites...e acreditarmos que é possivel ser feliz............acreditar que conseguimos....acreditar que valeu a pena......

Porque para lá do muro.......ouvimos o coração, sentimos pelo coração.......e encontramos o interior de nós próprios!.......

Encontrar o núcleo de nós próprios, descobrir o amor dentro de nós próprios e libertar a luz....Essa luz imensqa que irradia do coração e se espalha ao nosso redor.......dando-nos vida!

Uma luz que aumenta de intensidade quando ajudamos e damos....Um amor que se transforma em cor....Uma cor que de transforma em vida...para nós e para os outros, para nós e para o Mundo...

Porque só ultrapassando o amor ao Eu, aprenderemos a voar..........

Voar...como a vida; voar como a alegria das crianças.............

Se não ultrapassarmos o muro da segurança...não cresceremos, não evoluiremos...O medo impede-nos de crescer, impede-nos de amar.....sentir a vida pelo coração, crescer pelo coração, de amar a vida..............

O que perderemos se ...não ultrapassarmos o muro da segurança? Tudo, .....perderemos a vida!

A vida escapar-se-á entre os dedos...como um sopro de vento!

Aproveite pois o melhor de você....Aceite-se! E acredite....que para lá do muro de segurança...está uma vida para viver, a verdadeira vida!

Porque o amor não tem muros de segurança! O amor é liberdade!

Viver dentro do muro...é noite escura! ...É sonhar com algo que nunca teremos...é não querer a vida!

Viver como e com arte...é arriscar! É quebrar os limites que nos são impostos..........

A vida é tão curta, tão curta!!!!

Por favor, façam o favor de ser felizes,....deixem-se invadir pelo amor e acendam a luz intensa dentro de vocês...Irradiem essa luz permanentemente.....quebrem os muros que há para quebrar...libertem-se dos medos, das aversões , do veneno do próprio EU....e vivam!...façam o favor de viver com o coração! Amem verdadeiramente...porque só assim a vida terá sentido....

 

sinto-me: feliz nesta caminhada
publicado por antonioramalho às 14:40
link do post | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

A Fama.....tão ilusória..........

(Fragmentos do LIvro O Poeta e a Estrelinha de Luz )

Anoitecera!

Estrelinhas no céu..Atmosfera de realidade!......

O Poeta acordou....Não se sentia bem! Interrogava-se!.........

Sentia uma vontade imensa de caminhar...Queria caminhar!

Espaço em branco......

Lapsos de tempo...

Que vida?

Algo acontecera....Tinha dormido tempo demais!

Numa vida desenfreada e louca...algo se perde; algo se destrói...A vida talvez, a dor, a saudade...O tempo que se perdeu...

A ilusão da fama...a ilusão da conquista !

Pensar que era especial, que era algo mais do que, afinal, não era! Porque somos apenas o que somos: humildes caminhantes...de uma vidaestreita, com inúmeros caminhos paralelos e diversos cruzamentos...No meio, estamos nós e as nossas opções...

Quem somos nós afinal?

Que significado temos? Que missão temos?

Fama, dinheiro, honras...e mais fama...que ilusão do acreditar...que desespero vivido num tempo, sem tempo para viver...

A rapidez da vida...numa vitória perdida...

No labirinto da vida...encontramos a ansiedade...Olhares que se cruzam num mar da vida....Algo para dar, que não se dá!..Algo para viver, que não se vive!

Atropelos, esmagamentos, empurrões...numa obsessão desenfreada pela vitória...

Que vitória?

Que sucesso?

O túnel da fama...que se apinha de gente obcecada...O fim de um acesso que não leva a lado nenhum....A ilusão de imensos que se esqueceram de viver...O ritmo que se confunde...a passagem que não é real!

Afinal que realidade vivemos?

Afinal que vida não temos?

E a verdade?....Que verdade...que se perde, que não se vê, mas que pensamos que possuímos?

Verdade que não é...numa realidade que não conhecemos!

A realidade que é apenas uma projecção de nós próprios!

Tantas derrotas num só caminhar........

Porque o verdadeiro sucesso ...é amar!

O Poeta deu por si...esmagado nessa multidão..espezinhado, calcado pelas ambições desmedidas...tudo para passar no funil da fama...

O Funil da fama...que é ele proprio, um desconhecido....

Um mar de ilusão que desvirtua a realidade

Onde até o sentir...é a projecção do que não são!

Porque a essência...a verdade...está escondida...no mar da humildade, na visão do coração simples....

Aquela multidão...não pensa e não sente....apenas sentem o que não são!

Porque quando se chama a sinceridade e a verdade...apenas se ouve o eco do vazio...

.............................................

...............................................................

Afinal...uma gaivota a voar...é um sentido para a liberdade...

Porque a felicidade começa....no acordar!

Afinal...um coração a amar....é um sentido para a realidade!

sinto-me: feliz nesta caminhada
publicado por antonioramalho às 16:30
link do post | favorito
|
Domingo, 9 de Dezembro de 2007

Agradecimento à Vida.............

Um brinde à Vida!!!!

Um brinde ao momento presente!

Um brinde ao que nós somos, ao que nós pensamentos, ao que nós sentimos!

Cada dia que passa ...........é uma dádiva!

Cada dia que passa .....é um presente....que deveríamos sempre agradecer!.....e que raramente o fazemos!

Um brinde ao que nós temos!...................

Porém........estamos habitualmente tão ocupados.....que nos esquecemos de agradecer ......o mais importante:......... a própria Vida!

Agradecer a Vida pelo que ela é..............e até pelo que não é!

Agradecer pelas coisas boas que nos acontecem (e são tantas certamente.....a sáude, a Família, a alegria de ver, a a felicidade de sentir.....a beleza da Natureza......tantas e tantas!)...

Mas habitualmente esuqcemos as coisas boas que nos acontecem e que nós temos.....e pensamos apenas nas coisas más!!

Temos, no entanto, que pensar.....que mesmo essas coisas menos boas......poderão vir a revelar-se boas no futuro.....porque nos obrigou a crescer e a evoluir.............

Mas.....o momento presente, a beleza, a Vida, a alegria, o sorriso......Tudo é tão belo! Tudo é tão bom....quando se olha com os olhos do amor!...Tudo é belo...quando olhamos e sentimos com o coração!.....

No entanto, ás vezes, ou mesmo muitas vezes.........a arrogância e  o orgulho, entre outros,......não nos deixam ver a realidade como ela é!....

Quando temos a alma obscurecida.....ficamos cegos para a vida!..Ficamos cegos para o momento presente.....para a dádiva! Para o momento ele mesmo!.....

A beleza do lugar, a beleza do tempo......a beleza do que vemos e sentimos....!!!!

Porque não acordamos ....para o momento presente?.....Porque não agradecemos a dádiva que nos é dada?............

Proponho............................................UM BRINDE À VIDA.........que de tão bela....nos aquece o coração!!!

Porque.....se não agradecermos a Vida.....talves quando o quisermos fazer......seja demasiado tarde!!!!!

UM BRINDE À VIDA!!!!!!

 

sinto-me: feliz nesta caminhada
publicado por antonioramalho às 10:24
link do post | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

Exame de Consciência............

A história poderia começar assim...........Um dia, uma bela Princesa nasceu. Nesse momento conheceu um belo Príncipe.

Ela chamou-se Vida. Ele chamou-se Tempo.

De mãos dadas, caminharam..............o seu próprio caminho!

Beberam, comeram....Tiveram prazer....Tiveram momentos felizes....Tiveram momentos desagradáveis......Tiveram oportunidades,,,,,Tiveram obstáculos e contratempos............

A Vida e o Tempo tiveram quatro filhos : o Físico, o Emotivo, o Mental e o Espiritual.

Filhos esses que viveram em equilíbrio....Nenhum tentou sobrepor-se aos outros.....

Mas a história não é tão linear....A história nem acaba assim...........porque.....

Porque surgiram...........as lágrimas! as lágrimas de sofrimento!

As lágrimas que fazem crescer, mas que doem...........O sofrimento que faz evoluir, mas despedaça...........

As lágrimas que fizeram aparecer........o exame de consciência e reflexão!

- Quem somos nós afinal?

- Qual é o objectivo da vida?

O exame de consciência...fez parar o tempo...............

O tempo fez a vida crescer e evoluir..........mas o tempo parou!.....No exame de consciência, na própria vida!

- Afinal quem somos nós?

- O que estamos aqui a fazer?

A Vida interrogou-se.....num tempo sem tempo!

.......................................................

Uma voz ecoou......ao longe..................:

- E se estiverem errados? Se a vida for muito mais do que simplesmente...viver, comer, reproduzir....e prazer ? E se o objectivo da vida for a evolução simplesmente? A evolução como seres humanos.....no fundo, a evolução espiritual?

Numa Vida sem tempo...e num tempo sem VIda,,,,surgiu o exame de consciência!

...Olhamos ao redor...e que vemos? Afinal quantas pessoas procuram o tesouro interior ? Quantas pessoas trabalham o coração interior?

Vivemos para evoluir...ou vivemos simplesmente para viver?

Viver só por viver é sermos presa fácil do egoísmo, superficialidade, materialismo.....!

Vivendo só por viver....não quer dizer que estamos a separar a Vida do Tempo?

Só vivendo a totalidade da Vida, perfeitamente integrada no Tempo......só assim estaremos a evoluir!

E  só integrando a totalidade da Vida no Tempo, ou seja, no Agora.....é que poderemos sentir a felicidade!

Ter e Ser ...eis a questão!

porque só vivendo o Ser...poderemos caminhar!

O Ter..apenas atrasa a nossa caminhada...O Ter apenas....afasta-nos do objectivo de vida!

Ter! Para Ter...basta apenas o mínimo necessário! Nada mais é nosso! O Ter é pura ilusão!

O Ser, pelo contrário, é o coração interior!

Porque só no Ser a Vida preenche o Tempo!

- Quem és tu afinal?

Apenas e só...um humilde caminhante, vestido com as roupas da virtude e da humildade, irradiando um perfume do amor.....e possuindo uma luz.....para ajudar os seres humanos que vivem na escuridão...................

Não deveríamos ser  todos............ humildes caminhantes? 

sinto-me: feliz nesta caminhada
publicado por antonioramalho às 21:11
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.Visitantes desde Junho de 2010

.De onde visitam: